segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Aconteceu Com Um Amigo Meu!

Engraçado quando ouvimos essa frase, "aconteceu com um amigo meu", logo imaginamos que foi com a pessoa que conta, que é uma história engraçada e que tem haver com sexo. A história que vou contar, acreditem ou não "aconteceu com um amigo meu", tem haver com sexo, porém de engraçada não tem NADA!

Um amigo meu que também é professor me contou que na escola dele tem uma aluna na faixa de 12 a 14 anos mais ou menos que quando ele chegou na sala dela a primeira impressão que teve dela era de uma garota trabalhosa e abusada até (ele arriscou falar). Bem, com o passar do tempo ele percebeu que tratando-a bem ela daria um bom retorno, e assim foi. Ela com o tempo passou a ser mais educada com ele, menos agitada e mais consciente em sala, ainda dentro dos padrões dela, mas parecia que as mudanças eram bem visíveis. Ele chegou pra mim esses dias falando que queria muito compartilhar algo que ele ficou sabendo através de uma conversa de bastidores que ele ouviu sem querer: a garota estava grávida! E pior, grávida de uma espécie de padrinho, benfeitor que sustenta a casa. E pior!!! Com o conhecimento da mãe, afinal como eu falei o dito cujo é o provedor da casa. Segundo descrições do meu colega aflito, a garota até tem já um corpo formado que já não passa mais despercebido, mas que em seu olhar não se nega a pouca idade e o semblante de uma criança. Ao que parece ele já sabia dessa história há algum tempo, só que hoje ele me disse que não aguentou mais ficar sem desabafar com alguém pois percebeu que a barriga da garota já estava saliente e isso mexeu com ele. 

Meu colega se inquetou bastante com o caso, pois queria fazer algo pra mudar a situação... Me indignei junto a ele em nossa conversa, pois também não consigo ficar calado diante de certas coisas. Denúncia! Primeira palavra que vem ao pensamento. Só que depois ele me falou que o caso é mais sério: que implicações uma denúncia iria trazer a ele e a escola e até pra vida da garota. O que aconteceria com a família, como será que a própria garota lida com isso, será que ela iria aprovar uma atitude do tipo ou isso traria infelicidade a ela, afinal família é família e na mente de uma criança é algo que está bastante fincado. Depois da conversa me lembrei do filme brasileiro "Crônicamente Inviavel" (maiores informações vide google) que mais ou menos mostra que as vezes até fazendo o bem você consegue acabar fazendo a maior burrada ou destruindo ainda mais o que tentava melhorar por conta da situação em que o caso estava.

Pensei também no nosso amparador para todas as horas: o Estado. Não confio nos serviços do Estado como por exemplo o conselho tutelar. Claro que existem pessoas que fazem a coisa minimamente funcionar. Não quero ser sensacionalista, mas não podemos negar que muitos dos que se candidatam a conselheiro o fazem como um trampolim para a candidatura a vereador e assim se inicia mais um processo de políticagem. Dai como poder confiar uma situação dessa ao Estado?

É tanta informação que ainda estou processando que não sei nem mais o que escreva. Não quero que este post (mesmo tenso) venha pra trazer um clima negativista, mas que pelo menos nos faça pensar um pouco nas questões que o assunto envolve. Eu por mim castrava o indivíduo e fazia ele engolir seus orgãos genitais... Mas antes que alguem me condene, censure, prenda ou que suspendam o blog por conter idéias violentas prefiro parar por aqui, até por não saber como terminar o texto dessa vez.

O melhor que posso fazer é agradecer por não ter conhecido essas pessoas envolvidas para não estar com um sentimento de repulsa maior e pelo fato de que isto aconteceu não comigo, mas com um amigo meu.

PS: Desculpem algum constrangimento com o teor das palavras e do assunto dessa postagem.

2 comentários:

  1. valha tioo!!Que cara idiotaa!!!A mãe dela também não presta pq saber de tudo e não dizer nada...pra mim isso não é mãe. Quero nem dizer o q esse cara merece!!!

    ResponderExcluir
  2. O pior de tudo dessa história...é esse sentimento de "mãos atadas" diante de mais um caso de pedofilia =/

    ResponderExcluir