segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Todo Mundo Odeia Charles Chaplin


Calma! Pra quem já está com vontande de me matar pelo título do post, aviso logo que é apenas uma ilusão ao seriado "Todo Mundo Odeia o Chris", já que na verdade todo mundo ama o chris né! Da mesma forma, ou melhor, muito mais intensamente, todos amam ou pelo menos admiram o trabalho genioso de Charles Chaplin. Até o mais carrancudo headbanger chupador de limão já deve ter largado mão de suas caretas por conta de uma pantomima do Carlitos. Até hoje não conheci uma pessoa que não esteja enquadrado nessa regra, creio eu que a única sem excessão.

O fato é que, chegando ao capítulo de Revolução Industrial com meus alunos de 8o ano do ensino fundamental, levei para eles o filme Tempos Modernos pra discutirmos as questões do trabalho e da vida moderna, blá blá blá. O ponto é que na rede pública de ensino os professores lidam muitas vezes com alunos totalmente sem estimulo pra ir a escola (seja por qual razão for) e que, apesar das estranhezas, e as reclamações iniciais pelo filme mudo e em preto e branco, estes jovens quase hiperativos da geração restart/crepúsculo/swingueira/pagode que não dá trégua ou dedica sua atenção a alguma coisa facilmente logo estavam às gargalhadas com o filme. É interessante que estes jovens que por muitas vezes se mostram tão avessos a novas (e antigas) formas de linguagem, que, por preguiça, leem no máximo três palavras por parágrafo de um livro didático (na maioria dos casos) estejam atentos aos mais tênues sinais de humor, rindo, gargalhando, absorvendo esta nova linguagem. Pena que pelo baixo número de alunos na escola os garotos foram liberados mais cedo (ainda dei a chance de ficarmos vendo os filmes, mas preferiram curtir o clima de chuva em casa).

Pois é, me rendo ao cara e, descaradamente neste post, teço elogios a vida e obra de Charles Chaplin (fica até a dica pra quem gostar de ler, sua autobiografia: "Minha Vida"). E o espaço que venho compartilhar hoje? Fica com vocês uma foto das crianças assistindo ao filme e quem sabe um espaço na memória deles que permita que no futuro ocorra algum diálogo do tipo: "ah, eu já vi esse filme em algum lugar" ou "amiga, esse é o filme que aquele prof. passou, lembra? qual era mesmo o nome daquele professor?"

É isso ai... Fé Cega e Pé Atrás


2 comentários:

  1. AAH SIM.. Eu já ia te matar quando vi o título do post, pois não tem como não amar e admirar filmes, obras e a pessoa que o Chaplin foi e ainda continua sendo para muitas pessoas, como eu, aliás como nós. Quando eu fui sua aluna também já assisti esse filme na sua aula, que aliás foi maravilhoso. NUNCA vou esquecer. beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. É uma pena que os jovens tenham chegado a esse ponto, bobagens, ninguém mais quer ler nada; Música, restart e a pagodeeeira mesmo. Me senti uma velha agora, enfim...

    ResponderExcluir