quinta-feira, 14 de abril de 2011

A Bola da Vez

Esta semana (ontem) Fortaleza fez aniverário, 200 e 80 e tantos anos. O que comemoram nestes duzentos e 80 e tantos anos ontem na praia de Iracema ao som de Daniela Mercury? O Panis et Circencis que vivemos aqui, talvez? Esquecer por duas ou três horas a quantidade de buracos que temos aqui, a quantidade de pessoas que vivem em áreas de risco, a quantidade de pessoas que podem estar sendo furtadas até mesmo durante o show, assaltadas na volta para casa, enfim... Tudo isso pelo simples motivo de que a 200 e oitenta e tantos anos uma decisão meramente política e burocrática e até econômica elevou Fortaleza a condição de vila.

Então... não quero simplesmente comemorar por aqui, mas pegar a bola da vez, o atual tema queridinho da mídia pra propor a vocês, caros leitores que movem misteriosamente o contador deste blog, uma reflexão sobre nossa segurança ou nossa insegurança... nossa POLÍCIA!

Porque falar disso agora? Simples, acabamos de testemunhar via rede Globo a elevação a condição de Herói o policial que parou a quase-encarnação-do-profeta-Maomé que saiu atirando em todo mundo naquela escola no Rio de Janeiro. Realmente uma pessoa que passa a imagem de alguém que leva a sério sua profissão e o que ela representa para a sociedade. Este é o primeiro exemplo de polícia que queria mostrar aqui: um BOM exemplo.

Como segundo exemplo, quero transcrever aqui um email que recebi de uma pessoa que conheço para atualizar os contatos telefonicos pois havia sido roubado, leiam logo abaixo:

Oi!! Boa noite!
No mês passado fui assaltado e me levaram o celular, relógio e carteira. Pois é, depois de 20 anos morando no meu bairro fui "escolhido". Graças à Deus que eu, [e meus familiares] que estavam comigo, não sofremos nenhuma agressão. 
Para quem não sabe tinha ido buscar com a [...] o [...] em um niver de 15 anos de [um determinado evento], e, na volta, por volta de 1H15 do domingo na entrada do bairro onde moro, me deparei com o "guarda de trânsito" (hoje posso rir) pedindo para parar gentilmente com uma arma apontada e pedindo os "documentos". Ainda bem que ele não estava com o "guincho" para levar o carro.
Com muita dificuldade estou remontando minha agenda telefônica e lembrei do canal hotmail para tentar acelerar esse processo. Depois que concluir vou passar a usar a agenda virtual da operadora de celular para evitar contratempos, pois rapidamente consegui bloquear e recuperar o nº do meu celular, mas a agenda...
Por gentileza me envia teus números de móvel e fixo (casa e trb).


Então né, assalto é meio que um consórcio, nosso colega ai de cima demorou 20 anos pra ser contemplado. Eu em menos tempo já tive por volta de 5 contemplações. Sortudo? Acho que não. Talvez alguns policiais que eu já vi em alguns lugares tranquilos fazendo uma blitz na qual ninguém iria parar, dando tempo e condições assim para aquele bom e velho bate papo tranquilo e calmo, que de tanto ver tive vontade de criar este blog para falar dessas coisas... talvez esses devessem estar passando lá pra ficar de olho no "colega de profissão guarda de trânsito que resolveu dar uma de assaltante". Enfim, nem precisa dizer que esse é o caso do mau policial né, quando eles estão presentes!

Pra encerrar, já que nós aqui somos o Ceará moleque, dou meus parabéns para a nossa Fortaleza Bela e para a nossa Fortaleza Peba (como se está sendo chamada no Orkut) com outro caso policial, creio que do ano passado já, mas contado com uma pitada de humor pelos Melhores do Mundo. Feliz Aniversário!





7 comentários:

  1. hahaha. seu post fikou demais!!! E realmente Fortaleza ta mais pra peba do que pra bela.Venhamos e convenhamos neh? bjus tio Dedé

    ResponderExcluir
  2. Não vou mentir que não concordo contigo. Concordo sim. Porém, não sejamos pessimistas nem otimistas demais. Hoje, indo ao médico no carro com meu pai, este me informou, com um sorriso no rosto, que Fortaleza tinha batido o recorde de 90 horas sem homicídio nenhum! Eu sei, parece meio patético, mas o fato é que nós temos que ver, penso eu, a sociedade como em estágio de evolução! nós estamos evoluindo! e é por isso que estamos nos preocupando mais com esses assuntos. Vejamos... nos tempos ruins da ditadura militar, o que tínhamos? As pessoas tinham que conversar em suas próprias casas com os mega-fones virados para a porta. Tudo isso para que ninguém escutasse a conversa e fossem presos acusados de comunistas... pois é... triste hoje. triste ontem. Hoje não se tem mais como antes. O preconceito? é... hoje ainda tem! Mas antes? como era antes? As pessoas não podiam ter um relacionamento com pessoas do mesmo sexo como hoje! Antes isso era meio que um crime. Hoje não. Crime é quem os condena. Tudo bem que a lei não é colocada, efetivamente, em vigor. Mas temos protestos hoje! Temos pessoas que são revoltadas com isso tudo. E as pessoas que tinham a pele escura? Quero dizer, a sociedade evoluiu e está em evolução... Parabéns pelo post André =D

    ResponderExcluir
  3. pois é triste ontem, triste hoje, alegre ontem algre hoje... torcer pra quem vence essa briga amanhã =) "fé cega e pé atrás"

    ResponderExcluir
  4. Penso assim: a solução mais geralizada para maioria dos problemas de nossa cidade é a educação. pq mesmo que a solução so venha quando os jovens irem para a maior idade, trabalharem e talz... vai melhorar na saúde, pq vai existir um maior conhecimento sobre doenças e as pessoas vão se prevenir delas, vai melhorar na segurança, pq pessoas que viveriam marginalizadas vão ter outra maneira de conviver, vai melhorar dentro da política, pq as pessoas vão pensar mais ao escolher os candidatos, deixando de lado a ignorancia...
    então em vez de gastar com shows pra comemorar o aniversário da cidade, a prefeitura deveria estar investindo na sociedade. post muito bom!

    ResponderExcluir
  5. Sei que vai ser mal interpretado; mas o post e os comentários me fizeram lembrar um poema do Brecht, também muito mal interpretado:

    "O povo perdeu a confiança do governo
    E só à custa de esforços redobrados
    Poderá recuperá-la. Mas não seria
    Mais simples para o governo
    Dissolver o povo
    E eleger outro?"

    A gente já não acredita neles, no entanto podemos fazer o que eles não podem.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o poema, Sergim... mt bem colocado! =)

    ResponderExcluir